Bandeira vermelha | Sindilojas aguarda anúncio definitivo na segunda à tarde (27.07)

Se a bandeira vermelha for confirmada, a expectativa do Sindilojas Caxias é de que o governador Eduardo Leite  permita que o atendimento possa ser feito pelo menos com 25% dos funcionários e portas abertas. 

A preocupação dos comerciantes é com a relação estabelecida entre a abertura do comércio e os índices de saúde em função do coronavírus, que vem apresentando piora nas últimas semanas: "Está complicado para o comércio ficar na dependência dos índices de ocupação de leitos, óbitos e número de infectados, considerando os números registrados nas últimas três semanas. É preciso que o comércio tenha a permissão para atender os clientes para sobreviver", ressalta a presidente do Sindilojas Idalice Manchini.  Atualmente, é permitida ao comércio varejista não essencial somente a atuação via comércio eletrônico, drive thru, take away e a tele-entrega, com 25% dos trabalhadores, como modalidade exclusiva de atendimento para comércio de rua, para shoppings e centros comerciais.

Representante legal do comércio varejista, o Sindilojas Caxias aguarda a decisão final do Estado que será na segunda-feira (27.07), com a expectativa de que a bandeira seja revertida para a laranja e o atendimento com 50% dos funcionários seja restabelecido.