Notícias

Fecomércio-RS divulga 1ª rondada da Sondagem de Varejo de Moda do ano de 2023

03 de Julho, 2023 - Notícias Gerais

A pesquisa traz aspectos estruturais relacionados ao perfil desse segmento e também conta com avaliações do momento atual e expectativas do segmento

A pesquisa traz aspectos estruturais relacionados ao perfil desse segmento e também conta com avaliações do momento atual e expectativas do segmento

A Fecomércio-RS lançou a primeira rodada da sondagem do Varejo de Moda de 2023. A pesquisa aborda aspectos estruturais e também conjunturais do segmento, a partir das percepções dos tomadores de decisão. A Sondagem ocorreu entre os dias 16 de maio e 2 de junho de 2023 e entrevistou 385 estabelecimentos do varejo de vestuário, acessórios e calçados. Todos eram optantes do Simples Nacional.

A sondagem foi formada de uma amostra bem equilibrada de negócios entrantes no mercado (21,2% tinham até três anos) e de estabelecidos (34,5% tinham mais de 10 anos de funcionamento). Entre os entrevistados, 41,0% apresentava até 5 pessoas trabalhando e 22,3% apresentavam uma força de trabalho com 10 pessoas ou mais. A grande maioria (85,7%) dos negócios que participaram da Sondagem contava com um estabelecimento único. Em geral, os estabelecimentos funcionam apenas em espaços alugados (78,7%).

A pesquisa também abordou aspectos financeiros relacionados à organização, planejamento, financiamento e condição de adimplência. Uma questão que se destaca dentro deste aspecto é referente à tomada de empréstimos quando há necessidade de financiar as operações. A Sondagem mostrou que 70,9% dos entrevistados afirmaram que utilizam o capital dos sócios para financiar as operações. Em 17,9%, os indivíduos recorrem a financeiras e em 11,2% dos casos se utilizam de bancos e/ou cooperativas de crédito. “Os pequenos empreendimentos têm a característica marcante de que são as reservas dos donos que financiam as operações quando da necessidade de tomada do crédito. Se por um lado isso reduz o endividamento junto ao sistema financeiro e os riscos decorrentes disso, também se abre um canal para embaralhar as finanças pessoais com as do negócio, e isso também é potencialmente um grande risco”, pondera Luiz Carlos Bohn, presidente da Fecomércio-RS.

Em relação às vendas, a Sondagem perguntou sobre controles de vendas e estoques, a atualização e renovação de produtos, as formas de impulsionamento de vendas, as formas de pagamento e treinamento de novos funcionários. Entre os entrevistados há ainda um contingente elevado (16,9%) de negócios que não realizam este acompanhamento de forma informatizada de vendas e/ou estoques. Quanto ao impulsionamento de vendas, o destaque é para as publicações em redes sociais - mecanismo utilizado por 77,1% dos estabelecimentos da amostra.

Por fim, os entrevistados respondem questões relativas ao desempenho das vendas e a expectativas quanto ao futuro. Nesta edição, em virtude do período de realização da pesquisa, os entrevistados avaliaram também o desempenho das vendas de Dia das Mães. Neste aspecto, 71% classificou as vendas como semelhante às de 2022, sendo que 17% percebeu melhora e 12% piora. Os entrevistados foram questionados se as vendas dos últimos seis meses atenderam suas expectativas. Entre os entrevistados, 71,2% afirmou que as vendas têm atingido suas expectativas. Quanto ao futuro, 54% espera que suas vendas mantenham-se estáveis e 41,6% espera melhora.  

Sindicato do Comércio Varejista de Caxias do Sul

Intervene