Notícias

Fecomércio-RS divulga Pesquisa de Empregos Temporários 2022

11 de Outubro, 2022 - Notícias Gerais

Pesquisa aponta que 49,6% dos trabalhadores contratados para vagas temporárias em 2022 têm chance de efetivação

As contratações temporárias de final de ano sempre foram uma importante porta de entrada (ou reentrada no mercado de trabalho. Impulsionados pelo aumento da demanda típica do final de ano, comércio e serviços reforçam seus times de atendimento no período para dar conta das vendas que costumam aumentar. Tradicionalmente a Fecomércio-RS realiza a Pesquisa de Temporários, focada no comércio varejista que tem tipicamente sua demanda aquecida no último trimestre do ano.

Em 2022, foram abordados 697 estabelecimentos para compor a amostra de 385 estabelecimentos que responderam que pretendiam contratar ou que já haviam contratado temporários nas principais cidades de cada Macrorregião do Estado: Santa Maria, Porto Alegre, Caxias do Sul, Ijuí e Pelotas. A pesquisa foi realizada de 16 de agosto a 23 de setembro pela Fecomércio-RS, sendo a técnica utilizada a de entrevistas por telefone e in loco em estabelecimentos dos segmentos selecionados com o objetivo principal é estabelecer um perfil das contratações.

A pesquisa apontou que 55,2% dos estabelecimentos abordados tinham a intenção de contratação de temporários – em 2021 esse percentual foi de 33,4%. “Em 2021, ainda havia muita incerteza em decorrência da evolução da pandemia. Havia um certo receio no ar. Em 2022, teremos um fim de ano de volta à normalidade, e isso é muito bom para a economia”, comentou o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Para este ano, 52,8% afirmaram que aumentarão as contratações em relação a 2021, enquanto 13,0% deverão contratar um número inferior de funcionários temporários. Em 2022, os temporários deverão representar um incremento de 35,1% na força de trabalho dessas empresas contratantes de temporários.

A pesquisa também mostra que os estabelecimentos que pretendem contratar temporários, 56,4% ainda não haviam iniciado suas contratações enquanto eram entrevistadas. Em número de trabalhadores, 61,5% da demanda total por trabalho temporário não havia sido concretizada até então. A maior parte dos estabelecimentos darão início às atividades dos seus trabalhadores temporários até dezembro, sendo que especificamente o mês de dezembro responderá por 47,3% dos inícios de trabalho. A maior parte dos estabelecimentos (73,5%) deverá encerrar contratos de temporários até janeiro de 2023. Entre os contratados para vagas temporárias, 49,6% possuem chance de efetivação após o final de seu contrato. Segundo os estabelecimentos pesquisados, o contingente a ser efetivado é levemente superior ao efetivado no ano passado.

Para quem está à procura de emprego, a pesquisa aponta que o processo seletivo de trabalhadores temporários será realizado no próprio estabelecimento de trabalho em 75,1% dos casos e em 41,8% das empresas contará com algum tipo de exigência para o preenchimento das vagas. Entre elas, a mais frequente é a experiência (53,4%) seguida de grau de instrução (29,2%). Além disso, itens como conhecer o produto e disponibilidade de horário também são requisitos relevantes para a contratação. Entre as dificuldades para a contratação de temporários, os estabelecimentos entrevistados apontaram a falta de qualificação dos candidatos (16,6%) e a indisponibilidade de horários dos candidatos (9,9%) como as principais dificuldades para a contratação. Quanto as funções a serem executadas, a maior parte dos estabelecimentos que pretende contratar temporários (61,0%) deverá fazê-lo para a atividade de vendas/comercial. Em segundo lugar, aparece para a função serviços gerais, 23,9%.

Veja aqui a pesquisa completa.

 

Sindicato do Comércio Varejista de Caxias do Sul

Intervene